Há exatamente um mês, iniciamos uma pesquisa junto a profissionais de diversas formações e experiências que atuam nos mercados de arquitetura e de engenharia para conhecermos um pouco melhor o seu perfil, a fim de melhor direcionarmos as ações da Connect Point.

Elaboramos um formulário no Google Forms e o enviamos via WhatsApp e e-mail, assim como o disponibilizamos em nossas redes sociais. Foram 534 pessoas alcançadas – 527 no Brasil, 5 nos Estados Unidos e 2 em Portugal. Desse total, obtivemos 261 respostas, o que nos encheu de satisfação! E esse resultado só foi possível devido ao compartilhamento da pesquisa por muitos que a receberam, junto às suas próprias redes de relacionamento.

Resultados

  • Formação Acadêmica: 61% dos respondentes são formados em Engenharia Civil (33%) e Arquitetura e Urbanismo (28%); seguidos por: Engenharia Elétrica (9%); Engenharia Sanitária e/ou Ambiental (7%); Ciências Biológicas e Geologia (3% cada); Engenharia de Produção, Geografia, Engenharia Química, Engenharia Mecânica e Design de Interiores (2% cada); e os 7% restantes, outras formações;
  • Tempo de Formação: 67% têm acima de 10 anos; 12% entre 5 e 10 anos; 10% entre 2 e 5 anos; 8% até 2 anos; e 3% ainda não se formaram;
  • Vínculo Profissional Atual: 31% são empregados(as); 27% profissionais liberais/autônomos(as); 25% empresários(as); 7% funcionários públicos; 7% não trabalham; 3% são estagiários;
  • Perguntados se trabalham na sua Área de Formação, 82% responderam que sim; 14% que não e 4% responderam estarem desempregados(as);
  • Experiências Profissionais: a grande maioria – ou seja, 59% – prestam serviços para o setor privado;  24% para o setor público; 16% trabalham para o serviço público e 1% não possui experiência na sua área de formação;
  • Comprovações de Experiência: 35% – ART, RRT ou similar; 25% -Atestados/declarações; 16% – não possuem comprovações; 15% – Certidão de Acervo Técnico (CAT); 4% – Carteira de Trabalho; 5 % restantes – contratos de prestação de serviços; currículo; portfolio; outras comprovações;
  • Aberto(a) a Ofertas de Trabalho/Emprego: 75% responderam que sim e 25% que não;
  • Meios de Busca por Oportunidades de Trabalho: 24% – contatos pessoais; 23% – LinkedIn; 14% – sites de vagas; 13% – sites de empresas; 11% – grupos de WhatsApp; 7% – Instagram; 5% – headhunter; 2% – Facebook; 1% não procura; e o restante em outros meios;
  • Atualizações sobre o Mercado de Trabalho: 20% – internet; 17% – cursos; 15% – eventos da área; 13% – LinkedIn; 7% – Instagram; 7% – sites de empresas; 5% – Newsletters institucionais; 1% Facebook; e o restante em outros meios;
  • Sobre a pergunta: “Se existir um canal especializado em oportunidades profissionais na sua área de formação/atuação, você se cadastraria?”, 71% responderam que sim; 23% que não e 6% só se estiverem precisando de trabalho;
  • Quanto à pergunta: “O que você gostaria de ter em um canal especializado na sua área?”, temos: 19% – visibilidade profissional; 18% – network; 17% – cursos; 17% – vagas/oportunidades de trabalho; 15% – notícias; 14% – eventos; e o restante outras coisas.

Criação do CIC

A partir da análise desses resultados e também dos comentários e sugestões recebidos, estamos propondo a criação do CIC – Conselho de Inovação da Connect – espaço aberto para que, juntos, profissionais e empresas de diversas áreas e formações que atuam nos mercados de arquitetura e engenharia possamos discutir ideias para ampliar as nossas oportunidades de atuação, melhorar o dia-a-dia das nossas profissões e negócios, dentre inúmeras outras questões.

Isso se chama OPEN INNOVATION e é por meio dela que a Connect Point quer se estabelecer e crescer no mercado, pois acredita que somente por meio da colaboração entre agentes internos e externos podemos inovar os nossos processos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *